7 de mar de 2013





O Recomeço de Uma Nova Vida


A História do Lar Esperança de Vida Luiz de Oliveira Neves

Após o fechamento do Lar Maria Belas Magalhães. Os ( 8 ) oito idosos que residiam naquele lar ficaram sem ter pra onde irem, estes idosos viram uma esperança surgir através de uma pessoa que era voluntária há mais de dez anos naquele abrigo  e abraçados a ela pediram que não os abandonassem e que cuidasse deles. E foi assim que tudo começou, Jeane Lima de Oliveira, era voluntária como Técnica de Enfermagem no antigo abrigo de nossa cidade e após esse gesto dos idosos, ela resolveu cuidar desses oito idosos, e pediu a Deus que a ajudasse no que fosse preciso para dar conforto e amor para os idosos que restaram do antigo lar. Então Jeane fez vários ofícios para as autoridades de nossa cidade pedindo aos mesmos providências para que não fechasse o lar. Porém não obteve êxito infelizmente o abrigo foi desativado.No mês de dezembro do ano de 2005 começa a história do Lar Esperança de Vida Luiz de Oliveira Neves, eram oito idosos oriundos do antigo abrigo que vinheram morar em uma casa alugada no bairro de Pedra Redonda, trazidos sobre a responsabilidades de Jeane e apoiados por D.Maria Silveira, que na época deu todo apoio pra Jeane. 
Jeane não tinha ideia das providências que Deus havia tomado para o destino de sua decisão em tomar conta daqueles idosos, pois no decorrer desses sete anos e três meses  de existência o Lar Esperança de Vida passou por muitas provações, acolhendo idosos abandonados, idosos maltratados, idosos vítimas de diversas formas de violências, que são trazidos para o lar através da Justiça,do CREAS, do CRAS, do Hospital, da Delegacia, trazidos por  vizinhos, parentes, amigos e muitas vezes por conta própria. Os idosos que aqui residem tem uma história de vida enriquecedor pois possuem uma bagagem de conhecimentos e experiências. Hoje o lar acolhe 18 idosos, que recebem amor,carinho e o respeito que merecem ter. No lar são comemorado as datas natalícias, as datas comemorativas, e festinhas realizadas junto com os visitantes, grupos religiosos, grupos de jovens, adolescentes e crianças. Os idosos participam de atos sociais como: na semana das crianças fazem distribuições de alimentos e presentes nas comunidades carentes, e sempre que alguém necessita de ajuda os nossos idosos procura ajudar essa pessoa. O lar sobrevive de doações e das poucas contribuições dos próprios idosos.O Lar Esperança de Vida é uma instituição sem fins lucrativos que tem como objetivo principal praticar a caridade moral e espiritual, ajudar e acolher idosos carentes, se baseando nas obras de São Francisco de Assis, Allan Kardec e outros que dedicaram sua vida ao próximo,baseando-se no segundo mandamento AMAR TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO.



5 de mar de 2013

15 de fev de 2013





Corina

História da Idosa Corina

Corina Firmino de Lima é uma idosa de 74 anos, chegou ao Lar sobre proteção da justiça, pois se encontrava em situação de risco,muito doente, com Tuberculose devido aos mal tratos, ela vivia pela rua pedindo comida para as pessoas, apesar de ser aposentada Corina não desfruta de seu benefício devido a empréstimos realizados por terceiros, Corina é uma pessoa que precisa de cuidados especiais, ela apresenta problemas psiquiátricos  e por este motivo sua família nunca a ajudou  talvez pensasse que fosse ruindade da parte dela pois a mesma é muito braba, violenta, parte pra cima se alguém a  contrariar. Apesar desse jeito ela também apresenta seu lado social gosta de falar muito, gosta de festas,de dançar, de passear e diz que vai arrumar um namorado pra casar.
 Lembra com tristeza seus tempos de outrora...Corina foi uma pessoa de posse, quem a conhece relata que possuía muitos bens , casas, terrenos, casada com seu Luiz Barbosa,que segundo Corina era construtor, e  morreu em um acidente de trabalho.teve quatro filhos,dois falecidos e dois moram em São Paulo. Infelizmente durante sua trajetória de vida Corina passou por situações difícil, conheceu pessoas que se aproveitaram de seu abandono e usufruíram de seus bens, Corina hoje se encontra pobre, sem bens algum, com sequelas de sofrimento e desgosto e incredibilidade na raça humana.
Aqui no Lar Corina  recebe visitas de seus parentes e amigos que guando a verem diz sempre: Quem te viu e quem te ver. Pois ela se encontra limpinha, carinhosa e atenciosa com todos.


13 de fev de 2013

10 de fev de 2013

Mais Um dia de Vida

Hoje ouvi na rádio de minha cidade uma comemoração de aniversário de uma garota de 109 aninhos e eu não poderia deixar de registrar neste espaço.Onde quem faz parte é justamente esses  garotos e essas garotas. Jesus disse no Evangelho; Deixai vir a mim todas as criancinhas é delas o reino.Portanto parabéns por mais um aninho de vida, e fica a lição viva intensamente desde que com a presença de Deus.

5 de fev de 2013

Fotos do Antigo Abrigo
















História do Antigo Abrigo da Cidade de Pesqueira PE


 Este é o  Lar Maria Belas Magalhães, o antigo abrigo de Pesqueira PE, localizado no bairro do Prado,  funcionou há mais de 50 anos na cidade, acolhendo idosos de nossa região e de cidades circunvizinhas, este abrigo começou seu funcionamento sobre a direção das Irmãs Vicentinas que na época organizavam,acolhiam e davam assistências aos idosos que moravam no Lar, e das famílias pobres que residiam por trás do prédio do abrigo, essas pessoas também recebiam ajuda financeiras e não pagavam aluguel pois as casas pertenciam ao Lar. Porém houve um triste acontecimento com as Irmãs Vicentinas, e infelizmente morrem em um acidente, restando apenas algumas irmãs. Apesar deste triste acontecimento, as irmãs que ficaram juntamente com pessoas de bom coração, como D. Maria Silveira, Frei Luciano e mais pessoas de nossa cidade deram continuidade a essa causa e não permitiram que o abrigo fechasse. Essas pessoas trabalhavam com carinho, dedicação e amor e por este motivo o Lar funcionou por longos anos. Portanto, essas mesmas pessoa envelheceram, adoeceram e muitas já se encontram com Deus. E assim sendo, não puderam evitar que este Lar fechasse suas portas por motivos que não conhecemos. Hoje com tristeza vemos o que resta do prédio, ele se desmoronando e só nos resta a lembrança de que aquele local significou para muitos que necessitaram do acolhimento e do apoio das pessoas que fizeram a história do Lar Maria Belas Magalhães.  

31 de jan de 2013

Fotos de Nego Cinza

Olha a felicidade deste olhar.

O amor é demonstrado a partir de pequenos gestos, e nos fazem parar  pra refletir  que com apenas um gesto podemos conquistar o sorriso de uma vida inteira.

 Marcas de queimaduras sofridas dos tempos que morava na rua, e a sua fisionomia triste ao lembrar.

30 de jan de 2013

História do Sr. José João Timóteo (Nego Cinza)



AntesEste é o Sr. José João Timóteo,77 anos, conhecido como o Nego Cinza, ex  morador de rua,vivia na rua sujo, abandonado, alcoolizado e ninguém o respeitava, ele vivia perturbando os moradores da cidade, pois onde passava deixava sua marcar registrada: o mau cheiro e os palavrões. Acredito que todo cidadão pesqueirense lembra, principalmente os moradores da Av. Ésio Araujo, pois o mesmo fixou moradia no Estádio Joaquim de Brito, o Campo de nossa cidade, por muitos anos, e  apesar dos pesares ele era amado por seus vizinhos, que lhes davam comida,água, e ás vezes o banho roubado (risos), digo o banho de susto, onde pequenos grupos de pessoas o pegavam e davam o  banho, faziam sua enorme barba e cortavam seu cabelo( risos ), ele virava um príncipe. O Nego Cinza durante sua moradia nas ruas veio a sofrer violência por vândalos que o encontrava dormindo nas calçadas, ele tem várias cicatrizes pelo corpo, inclusive de queimaduras e de cortes por armas brancas. O oferecimento de drogas lícitas e ilícitas eram constantes no dia-a-dia, atualmente o mesmo sofre por abstinências das drogas. E uma das  maiores  violências sofridas por Nego Cinza foi o  desprezo total de seus familiares e amigos. 

O Nego Cinza foi vítima  de desmoralização nas relações interpessoais gerando consequências psicológicas, segundo relatos de pessoas que o conheciam antes de morar  nas ruas, dizem alguns que ele trabalhava, levava uma vida social normal.
Há cerca de 7 anos, nossas autoridades locais o consideraram incapaz e procuraram ajudá-lo, hoje ele se encontra fora de situação de risco e recebe amor, carinho,compreensão, apoio psicológico e atenção. E todos podem ver e constatar, fazendo uma visita ao Lar e ver como as pessoas se transformam, basta receber o que de melhor a vida pode nos dar: O AMOR.



29 de jan de 2013

A Importância da família para o bem estar do idoso





Esse é o irmão de seu Severino em uma de suas visitas no Lar.

Ás vezes uma visita significa um abraço ao idoso



Olha seu Severino na maior felicidade, no dia da visita dos alunos do EREMJAM .

História do idoso Severino Antônio da Silva



Este é o Sr. Severino conhecido como Bio da Sanfona,porque tocava sanfona nestas regiões do nosso nordeste, morava na cidade de Sanharó-PE, chegou ao Lar muito debilitado, sem falar, sem andar, apresentava feridas pelo corpo, com sequelas de AVC e de um atropelamento na BR. O mesmo se encontrava em situação de risco devido aos maus tratos sofridos por terceiros. Chegando ao Lar o Sr. Severino teve uma evolução impressionante começou a falar, imagine vocês que até cantava, digo, cantava porque hoje o Sr. se encontra em outra vida, onde lá não sofrerá qualquer constrangimento humano.
O Sr. Severino viveu no Lar durante 4 anos e morreu no mês de abril de 2011. E tenho certeza que ao  partir, foi com o espírito leve pois recebeu carinho, muito amor e atenção.   






24 de jan de 2013

Seja Solidário!


Ao longo dos últimos 50 anos a população de idosos praticamente triplicou, mesmo assim no Brasil a população jovem ainda é maioria, mas nota-se que não tardará muito para o envelhecimento parcial da população. E a partir deste dados vem vários questionamentos de como andam o tratamento para com os idosos. E só fico cada vez mais triste ao ver o desprezo pelo qual as pessoas jovens tratam os idosos, o descaso das autoridades, que nem ao menos fazem valer totalmente as leis que lhes cabem de direito. Para se aposentar é realmente uma burocracia, e depois de tantos anos de trabalho não tem sequer uma velhice digna recebendo a aposentadoria que lhe é direito depois de tantos anos de esforços. Cabem a nós jovens cobrar destas autoridades o devido respeito para com estes que já estão cansados de trabalhar, e que precisam somente de amor e reconhecimento. Se realmente for para falar de todas a irregularidades e descasos que acontecem em relação aos idosos, não terei forças emocionalmente para continuar, pois dá até uma certa repugnância da sociedade.
E em quanto aos que não tem meios "políticos" para ajudarem os idosos, deveriam ao menos fazerem a sua parte. Mas como ? Há vários abrigos de idosos nos mais diversos lugares do Brasil, por que não ir e ser um voluntário e vestir a camisa da solidariedade, fazer brotar a alegria no coração desses idosos ? Vamos deixar de egoísmo, vamos amar o próximo e até mesmo amar o nosso futuro. Abrace a causa com amor, como se realmente tivessem abraçando os seus avôs... E isso é realmente digno, aí você também vai ter toda a razão de cobrar das autoridades, por que você sabe que fez a sua parte.

Um gesto de amor


Ao chegar nesta idade precisamos de atenção, amor e carinho... O idoso precisa apenas se sentir amado, e  ter orgulho por ter chegado a esta idade e ver que ainda existe amor ao redor deles. Com simples gesto de amor você pode trazer de volta um sorriso de uma vida inteira. Cuide, valorize e ame os idosos.

Making Off